BLOG
FIQUE POR DENTRO!

SAY, TALK, SPEAK, TELL E OUTROS VERBOS PARA A FALA

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Os verbos indicados no título deste texto são um problema constante entre estudantes de inglês. Até os estudantes mais avançados se complicam com eles. Os erros se concentram principalmente no uso de proposições associadas a esses verbos, mas também na escolha de qual deles é o apropriado. Neste texto, vamos esclarecer como usar essas palavras corretamente. Fique ligado nas dicas para melhorar como devemos nos referir à fala. 

E também veremos outros verbos relacionados, como o “to explain”. Let’s get to it!  

 

Talk and Speak

Para começar, ambos os verbos podem ser usados para a mesma a intenção: a de falar, conversar, dialogar com alguém. E os dois geralmente usam as preposições TO ou WITH, sendo a segunda mais comum nos Estados Unidos. Para os brasileiros, que aprendem um inglês internacional que funciona no mundo todo, não faz muita diferença qual preposição usar:

  • I spoke with my boss about that. 
    (Eu falei/conversei com o meu chefe sobre isso).

  • I talked about that with my friends.
    (Eu falei/conversei sobre isso com os meus amigos). 

  • A lecturer speaks to an audience. 
    (Um palestrante fala a uma plateia). 

  • A radio host talks to many listeners. 
    (Um apresentador de rádio fala a muitos ouvintes).


Podemos afirmar que with tem um uso mais formal do que to. E a razão para isso é puramente sensorial – temos a sensação de estarmos incluindo a outra parte no diálogo. Um chefe, por exemplo, poderá dizer a subordinado I would like to speak with you (eu gostaria de falar com você) de forma a suavizar sua posição de poder. 

Outra coisa a se pensar é que pode não soar muito adequado usar with quando não é um diálogo, e sim uma exposição. Ou seja, um palestrante está falando to an audience, e não with. Em caso de dúvida, use sempre o to, que em todas as situações evita incoerências. 

Finalmente, talk é um verbo regular (talk / talks, talked, talked) e speak é irregular (speak / speaks, spoke, spoken). 

 

Say and tell

Já esses dois verbos traduzem a intenção de contar ou dizer. E são onde os brasileiros tropeçam mais, também por causa das preposições. Isto é: say e tell aparecem mais comumente sem preposição nenhuma ou com to:

  • He said he was going to arrive late because of a prior engagement. He didn’t say that to me, though, he said it to Anne. 

(Ele disse que iria chegar tarde por cause de um compromisso anterior. Mas ele não disse isso a mim, disse a Anne). 

  • Anne then Anne told me. She didn’t tell anyone else. 

(E então a Anne me contou. Ela não contou a mais ninguém). 

Say (say/says, said, said) e tell (tell/tells, told, told) são irregulares. 

 

About 

É muito comum usar a preposição about para se referir ao conteúdo de uma fala:

  • What are you talking about? 

(Do que você está falando?)

  • Sorry to interrupt, you were saying something about the economy. 

(Desculpe interromper, você estava dizendo algo sobre a economia). 

  • The CEO spoke about sustainability and diversity. 

(O CEO falou sobre sustentabilidade e diversidade).

  • They told us about the problems we need to address. 

(Eles nos contaram sobre os problemas que temos que abordar).

 

Explain, mention, cite, refer, argue, state…

Há muitos outros verbos que podemos usar para fazermos referências à fala. Leia os exemplos e as traduções:

  • He explained it clearly. 

(Ele explicou claramente).

  • She mentions this event in her book.

(Ela menciona esse acontecimento em seu livro).  

  • They prohibited the medication, citing side effects.

(Eles proibiram o medicamento, citando efeitos colaterais). 

  • He argued that his client did not know it was illegal. 

(Ele argumentou que seu cliente não sabia que aquilo era ilegal).

  • The press release states that his medical condition is stable. 

(O comunicado à imprensa afirma que sua condição médica é estável). 

 

Como evitar erros?

A tradução literal é sempre um grande gerador de erros. Um erro muito comum é:

  • He said me he likes this.


He told me he likes this. (Ele me contou que gosta disso).

He said he likes this. (Ele disse que gosta disso).

Perceba como o português foi traduzido literalmente na primeira frase. Depois do verbo say, só pode aparecer o objeto direto (a coisa dita) e não o objeto indireto (a quem é dito). Ou seja, também seria correto dizer:

  • He said that to me. (Ele disse isso a mim). 

 

O que foi que ele disse, afirmou, explicou, contou…? 

Uma dica muito útil e simples para quem quer melhorar o inglês, de forma geral, é acompanhar as notícias em língua nativa. Pois é comum que o jornalismo use muito o discurso indireto (“o presidente afirmou que…”). Basicamente, são pequenas histórias. E as histórias estão presentes a todo instante em nossa comunicação. Estamos sempre contando ou reportando algo a alguém. 

Por exemplo, no site do jornal inglês The Guardian, no dia 19 de setembro de 2019, havia uma notícia sobre um avião militar que caiu na França. Segue um trecho:

  • “We were in the garden. There were aircraft passing overhead, over the trees. We heard a loud bang and the noise of metal tearing. A few moments later, there was a second explosion and more tearing metal. Then silence,” one resident told Ouest-France.


(‘Estávamos no jardim. Havia aviões sobrevoando as árvores. Escutamos uma alta explosão e barulho de metal cortado. Alguns momentos depois, houve outra explosão e mais metal cortado. Então, silêncio,” um residente contou ao Ouest-France.)

Quer aprender todos os verbos que você precisa saber para se comunicar com o mundo? Então venha empoderar o seu inglês na Beils

Você sabe qual o seu nível de inglês?

Venha testar o seu nível

de inglês

Nas habilidades seguintes:

Gramática e vocabulário

Compreensão de textos

Compreensão auditiva