BLOG
FIQUE POR DENTRO!

COMO PRATICAR INGLÊS COMO UM CAMPEÃO

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Praticar inglês é uma delícia! Discorda? Oras, vai dizer que quando era criança você já gostava de brócolis e tomate? A gente aprende a gostar das coisas. Por isso, vamos te contar aqui como você pode mudar seu paladar para a língua inglesa com algumas dicas simples, mas eficientes. 

Let’s see how you can practice English like a champ! 

(Vamos ver como você pode praticar inglês como um campeão!) 

Uma dica preliminar para aproveitar melhor este conteúdo: não encare as dicas como um passo a passo. É a mistura de tudo que vai te levar a resultados animadores! 

 

Gramática é vida! 

E é vida mesmo! Por exemplo, se você pensar nos seus hábitos, vai chegar a um monte de frases no presente que você pode aprender a falar em inglês:

  • I study English three times a week. (Eu estudo inglês três vezes por semana).
  • I go the gym as often as I can. (Eu vou à academia sempre que posso).
  • I work until late very frequently. (Eu trabalho até tarde muito frequentemente).

     

E as pessoas que você conhece também embarcam nessa:

  • She likes to go to the movies on weekends. (Ela gosta de ir ao cinema nos fins de semana).
  • He enjoys having a few beers after work. (Ele curte tomar umas cervejas depois do trabalho).
  • They take English classes twice a week. (Eles assistem aulas de inglês duas vezes por semana).

     

O que queremos dizer com isso é: aprender a gramática deve ser um trampolim para você poder se comunicar com o mundo sobre você. Ao estudar o livro de gramática, a sua intenção não deveria se limitar ao livro. Ao contrário, ela deve ser apropriada por você na sua vida. 

Quando o presente estiver mais dominado, passe para o presente contínuo, depois para o passado, e por aí vai… No caminho, você vai aprender sobre artigos, preposições, etc.

 

Read, read, read, then read some more

(Leia, leia, leia, depois leia mais um pouco)

Pense no quanto de contato você tem com a leitura. Pode até não parecer, mas nunca se leu tanto quanto se lê hoje. E de tudo – nas redes sociais, na internet, no noticiário, no trabalho, na literatura.. Pois imagine se uma parte desse conteúdo todo estivesse em inglês! 

Por isso, tenha em mente que um aprendizado eficiente requer que você torne o seu mundo mais anglófono. Isso significa seguir páginas gringas, pesquisar na internet em inglês, manter um livro legal na bolsa, etc. Algumas livrarias até vendem literatura em inglês para quem está começando.

Não se esqueça de destacar o vocabulário novo, pesquisar expressões – duvide sempre da tradução literal! Praticar o seu inglês como um campeão envolve certos momentos de “opa, deixa eu consultar esse negócio”. 

 

Listen a lot. But relax!

(Ouça muito. Mas relaxe!)

Se você não manja tanto de inglês, você não vai entender muito do que estão dizendo, certo? Isso é um problema? Não! Afinal, você está aprendendo e ninguém nasce sabendo. 

Como melhorar a sua relação com a escuta? Escutando muito, tudo o que for possível. O Youtube é um prato cheio para isso. Mas a internet tem inúmeros materiais voltados para estudantes também. Se for um vídeo como um Ted Talk, por exemplo, é possível colocar as legendas em inglês e até ler o transcrição do áudio no site do TED. É só um exemplo, tem muito mais. 

A questão não precisa ser a de entender tudo. Começamos com tarefas mais simples: entender do que se trata, entender a mensagem do falante sobre o assunto… Quando você já estiver tirando essas coisas de letra, dá para começar a fazer uma audição mais focada em detalhes. 

A pergunta que todo mundo faz é: filmes e séries ajudam? Olha, ajudam, mas não são ideais. A ficção tem muitos detalhes que não precisam fazer parte do seu aprendizado inicial. A narrativa envolve muito mais do que a voz. E a voz contém a interpretação dos atores, maneirismos, gírias. Por isso, prefira palestras, notícias, entrevistas, e por aí vai. 

 

Speak – even with yourself! 

(Fale – mesmo consigo mesmo!)

Falar é o objetivo maior da maioria dos estudantes de inglês. Mas como falar se mal sabemos como começar a falar? É simples: a sua primeira preocupação deve a ser a de pronunciar. 

Uma coisa que você pode fazer é colocar palavras e pequenas frases no tradutor do Google e apertar o botão que emite a fala certa daquilo. Você vai só repetindo. Falando as expressões e palavras novas que aprendeu na leitura, repetindo o que você entendeu quando escutou os áudios… tudo isso vai treinando a sua voz (e o seu ouvido também). E você vai ficando cada vez mais confiante. 

Outra alternativa popular são os grupos online de pessoas que marcam conversas em outros idiomas. Mas travar diálogos também terá um resultado melhor se você adquirir o hábito de falar sozinho. Você vai ver que não tem nada de maluco nisso!  

 

Create and write!

(Crie e escreva)

Quando falamos livremente, produzimos linguagem. Mas falar livremente é complicado para quem ainda está na fase do aprendizado e repetição. Por isso, procure escrever. O tempo lento da escrita permite que você trabalhe a sua gramática, identifique erros e consolide a ortografia. 

Estamos falando de frases, sentenças, e depois de parágrafos. Produzir linguagem é uma experiência de empoderamento! 

E na Beils, os alunos contam com aulas temáticas, grupos de alunos que variam, professores diferentes, e uma plataforma digital que permite que você treine tudo isso! 

Então venha praticar o seu inglês como um campeão na Beils e não se esqueça de nos seguir no Instagram para ter acesso a outras dicas.

Você sabe qual o seu nível de inglês?

Venha testar o seu nível

de inglês

Nas habilidades seguintes:

Gramática e vocabulário

Compreensão de textos

Compreensão auditiva